Bem vind@s ao Blog da Casa do Brasil- Argentina!

É com imenso prazer que inauguramos o nosso blog Casa do Brasil/Argentina. Aqui a ideia é compartilhar informações que não cabem nas salas de aula e no site da Casa do Brasil ou continuar discussões iniciadas nas salas de aula, dar um parecer para as atividades indicadas pelo site, acessar exercícios, ter conhecimento de projetos da Casa, dos professores e, principalmente, dos alunos.
Sejam bem vindas e bem vindos. A Casa do Brasil é sua! O blog da Casa do Brasil é seu!

Casa do Brasil - Escola de Línguas - Av. Callao 433 8º (1022) Buenos Aires - Argentina - Tel. (54 11) 4371.7063 / 3660 / 6634 info@casadobrasil.com.ar

Casa dos Curtas

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Ciclo de Cine: Ensaio sobre a Cegueira, quinta 27/07/10

Ensaio Sobre a Cegueira – Dir: Fernando Meirelles




Del director de Ciudad de Dios, Ensaio sobre a Cegueira es un film basado en el libro del Nobel de Literatura, y recientemente fallecido, José Saramago. La película narra cómo una misteriosa epidemia de “ceguera blanca” azota todo un país. Los afectados son puestos en cuarentena y olvidados. Aumenta el temor y la crisis en el país mientras que los aislados se vuelven presa de sus más bajos instintos.



Elenco: Mark Ruffalo, Gael García Bernal, Danny Glover y gran elenco Duración: 121 min
Año: 2008
Doblada al Español

19:15hs – Auditorio Casa do Brasil


ENTRADA LIBRE Y GRATUITA (hasta colmar capacidad de sala)

Ciclo de Charlas: José Saramago, Martes 30 de Julio

En un homenaje al recientemente fallecido, José Saramago, la profesora Giselle Nunes nos brindará una charla participativa en la que recorrerá lo mejor de la Literatura de este gran autor Portugués.


Martes 30 de Julio
19:30 hs.


Auditorio de Casa do Brasil


ENTRADA LIBRE Y GRATUITA (reservas a cultura@casadobrasil.com.ar )

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Miriam Alexandre canta Chico Buarque no La Vakita em 31/07


Invitados especiales:


María Paula Godoy – voz

Gabriela Waciarz/Martín Caraci – Voz & Violão

Claudio Oliveira - danza

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Ciclo de Música Brasileña: Marcela Viciano y Juan Pola, quinta, 27/07



La cantante y compositora argentina se presentará, junto al músico Juan Pola, en el Auditorio de Casa do Brasil para presentarnos lo mejor de la MPB como parte del proyecto que comparten dedicado a la música popular de diferentes tiempos y lugares de Brasil, incluyendo también algunas composiciones propias.


http://www.marcelaviciano.com.ar/

http://juanpola.blogspot.com/

19:30hs – Auditorio Casa do Brasil


ENTRADA LIBRE Y GRATUITA (hasta colmar capacidad de sala)

Ciclo de Cine: “Diálogos entre la literatura y el cine

Nesta quinta, 22/07, às 19:15, no auditório da Casa do Brasil (6o  Andar)
Dois Perdidos numa Noite Suja – Dir: José Joffily


Nova York, 2001. Paco (Débora Falabella), que é uma mulher que se chama Rita mas odeia ser assim chamada, tinha feito sexo oral com um "cliente" em um banheiro público. A situação saiu do controle, pois ele descobriu que Paco era uma mulher e ficou violento, e apenas não não piorou devido à interferência de Tonho (Roberto Bomtempo), que limpava o local e deixou o "cliente" desacordado. Paco aproveita a situação para roubá-lo, mas como tinha feito Tonho perder o emprego divide com ele o dinheiro. Eles então descobrem que ambos são brasileiros. Tonho, com saudades de falar português, convida Paco para ficar no seu "apartamento", que é na verdade um galpão abandonado. Tirando o fato de serem estrangeiros eles nada têm em comum. Enquanto Paco é uma pessoa bem determinada e agressiva, Tonho é humilde, mas está cansado de subempregos e quer voltar para o Brasil. Paco por sua vez sonha alto e quer se tornar uma mega popstar. Por falta de opção e necessidade eles vivem um cotidiano infernal, no qual Paco agride verbalmente Tonho praticamente o tempo inteiro. Esta convivência forçada de dois imigrantes que vivem à margem da sociedade irá revelar gradativamente a falta de esperança por uma vida mais digna.




'Elenco: Roberto Bontempo y Débora Falabella - Duración: 100 min

Ano: 2002
Legendas em  espanhol

http://www.adorocinema.com/filmes/2-perdidos-numa-noite-suja#ficha-tecnica

terça-feira, 20 de julho de 2010

Passeio no MALBA - sábado 17 de julho de 2010

turma de Proficiência, com a professora Adriana Almeida

segunda-feira, 19 de julho de 2010

City Tour em Português II(Brasil: Questões Contemporâneas e Conversação)

No último sábado, 21/07, entre as 14 e as 18 horas, fizemos uma atividade de encerramento e integração entre os estudantes  dois cursos especiais sob  a responsabilidade do prof. Alex Simões: Conversação e Brasil: Questões Contemporâneas.

O professor, Lucha Hermilla, Cristian Mansilla, na frente da Embaixada

Desta vez, fomos à Embaixada do Brasil,
ver a exposição sobre a obra de Oscar Niemeyer e em seguida fazer um tour pela Avenida Alvear, ouvindo do nosso guia informações preciosas sobre o contexto histórico e as construções do local.

Alendro Kazanietz, o nosso guia




No centro, Deivisson Carvalho, professor de Português para Estrangeiros do PEEPFOL-UNB (Brasília)
                                                                                                      









 Karina Azimonti, vendo fotos da catedral de Brasilia                            
Devisson e Roberta, dois brasilienses, falando sobre a cidade que Niemeyer projetor: o saber local em ação


Hilda Mendoza e Ale: um grande encontro!


Oscar Niemeyer, o arquiteto
Ariel Hepner, o DJ e porteño de ley
Da esquerda para a direita: Deivisson, Roberta, Ariel, Alejandro, Cristian, Alex, Lucha, Hilda, Karina Marcela, Silvina


Onda de calor deixa Rússia em alerta e mata ao menos 230 pessoas

Termômetros marcaram temperaturas recordes na Rússia nesta sexta-feira, chegando a mais de 30º C em diversas regiões do país. A onda de calor pegou muitos russos e turistas de surpresa, e o tempo quente deve continuar por no mínimo duas semanas, apontam meteorologistas.




Veja galeria de fotos da onda de calor na Rússia



A situação foi descrita pelo vice-premiê russo Viktor Zubkov como "muito séria", após o governo ter declarado estado de Emergência em 18 Províncias. A onda de calor já causou a morte de ao menos 230 pessoas somente na Rússia, em grande parte devido ao hábito de beber vodka enquanto se refrescam em lagos, rios e mares, aumentando a probabilidade de casos de afogamento.

Garotos russos se refrescam em fonte em Moscou, após país registrar temperaturas recordes de mais de 33ºC

As altas temperaturas atingem grande parte da Europa e até outros países do hemisfério norte, como EUA e Canadá, mas as imagens são mais surpreendentes na Rússia, país que o mundo está acostumado a associar com o frio.




Diversas fontes e parques de Moscou ficaram lotados de mulheres de biquínis e crianças se refrescando. Dos Montes Urais ao parque Kolomenskoie, na capital, os russos tiveram que encontrar maneiras de combater o calor.



O calor causou problemas para a agricultura. Um incêndio já consumiu mais de 26 mil hectares de floresta, no que já é considerada a pior seca da Rússia no último século.



Em outros países da Europa Oriental o número de mortes por afogamento aumentou desde que as temperaturas atingiram níveis recordes, já que muitas pessoas buscam refúgio lotando lagos, mares e rios.



ANO MAIS QUENTE DA HISTÓRIA



O mundo está vivendo o ano mais quente já registrado, o que provoca secas generalizadas, segundo meteorologistas dos EUA.



O primeiro semestre de 2010 superou o primeiro semestre de 1998, até então o recordista, em 0,03F (0,0167C), segundo Jay Lawrimore, chefe de análise climática do Centro Nacional de Dados Climáticos, uma instituição federal norte-americana.



"Tivemos um episódio do El Niño na primeira parte do ano, que já acabou, mas contribuiu com o aquecimento não só do Pacífico equatorial como também contribuiu com temperaturas globais anormalmente quentes", disse ele.



O calor foi anormal em grande parte do Canadá, da África, dos oceanos tropicais e do Oriente Médio.



O norte da Tailândia enfrenta sua pior seca em 20 anos, e Israel tem a maior estiagem desde a década de 1920. Na Grã-Bretanha, este é o ano mais seco desde 1929.



Em junho, o gelo do oceano Ártico chegou à sua menor espessura já registrada.



LA NIÑA



O segundo semestre deve sofrer a influência do fenômeno La Niña -- que, sendo o contrário do El Niño, causa o resfriamento das águas do Pacífico. Não se sabe, portanto, se 2010 vai superar 2005 como o ano mais quente.



Nos EUA, no entanto, a transição para o La Niña costuma deixar o clima mais seco e quente no cinturão agrícola do Meio-Oeste. O serviço de meteorologia agrícola Cropcast previu que nos próximos meses a temperatura pode passar dos 35C no leste de Nebraska, Iowa e oeste do Missouri. Antes que isso aconteça, porém, este junho foi apenas o oitavo mais quente já registrado no país.


O calor tem um efeito especialmente nocivo sobre a polinização, enquanto o clima seco afeta as lavouras de feijão, segundo os meteorologistas.


Lawrimore disse que alguns Estados da Costa Leste dos EUA também estão enfrentando seca, mas por enquanto o fenômeno é moderado e se concentra em 8 por cento do país. Nesta mesma época em anos anteriores, a seca afetava 15 por cento do país, e em 2007 chegou quase à metade.

Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/768303-onda-de-calor-deixa-russia-em-alerta-e-mata-ao-menos-230-pessoas.shtml


Sugestão de Matéria: Fabrício Müller

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Caribantu en La Vakita 17/07/10

Mais uma vez se apresenta o grupo Caribantu, tocando samba brasileiro com sotaque argentino e com qualidade. Cristian Mansilla, o rapaz do cavaquinho, é nosso aluno do 4o nível e um dos idealizadores do grupo, com mais de dois anos de atividades, pesquisas, muito ensaio e muitas apresentações.

Desta vez, a banda terá uma tímida (e ao mesmo tempo sem-vergonha) participação de Alex, o blogueiro, professor e... cantor de meia-tigela. Pra sorte dos que puderem ir, ele só cantará duas músicas, mas o Caribantu vai dar um verdadeiro show de samba, com mais de uma hora de apresentação. Não percam!



Diálogos entre la literatura y el cine: Budapeste

Nesta quinta, 15, de julho, às 19:15, no Auditório da Casa do Brasil




BUDAPESTE

José Costa (Leonardo Medeiros) é um ghost-writer, escritor especialista em escrever livros para terceiros sob a condição de permanecer anônimo. Na volta de um congresso, Costa é obrigado a fazer uma escala imprevista na cidade de Budapeste, o que desencadeará uma série de eventos envolvendo-o em uma surpreendente história. Casado com Vanda (Giovanna Antonelli), uma famosa apresentadora de telejornais, Costa conhece Kriska (Gabriella Hámori) em Budapeste. Com ela aprende húngaro, que segundo dizem, "é a única língua que o diabo respeita". Durante as diversas idas e vindas entre o Rio de Janeiro e Budapeste, Costa se alterna entre o seu enfeitiçamento pela língua húngara transformada em paixão por Kriska e suas raízes pessoais ancoradas no seu amor por Vanda. Baseado no famoso livro de Chico Buarque, Budapeste nos leva a uma fascinante viagem de um homem separado entre dois continentes e dividido por duas mulheres.


Elenco: Leonardo Medeiros, Gabriella Hámori, Giovanna Antonelli y elenco Duración: 98 min

Año: 2008
En português, sem legendas




Fotos de Brasileiros e Argentinos na Guerrin II

Vejam novas fotos de outro encontro entre alunos dos professores Mario Gallicchio e Cibele Nascente


Alguns alunos presentes:

Rodrigo Billordo, André Luis De Lacerda, André Luis de Lacerda, Eduarda Betina, Vanessa Alessandra Luiz, Bruno Pereira Nunes de Souza, Vinícius Pires, Vinicius Barbosa Bosque Pires, Isa Maria Rodrigues, Patrícia Santos, Simone Silveira de Souza Homsy , Mateus Trigueinos de Santana























sábado, 3 de julho de 2010

City Tour em Português (Brasil: Questões Contemporâneas)

BUENOS AIRES EM PORTUGUÊS

Da esquerda para a direita: Alex Simões, Alejandro Kasanietz,
Luciana Hermila, Cristian Hurtado, Josefina Bullrich, Ariel Hepner

No “Brasil Questões Contemporâneas”, curso especial das noites de segunda, falamos de tudo. Lemos “A Cabeça do Brasileiro”, de Alberto Carlos Almeida, como ponto de partida, mas nos permitimos discutir e escrever sobre aquilo que nos toca, estudantes e professor, e isso inclui não só nossas opiniões sobre aspectos sociais e políticos do Brasil e da Argentina no âmbito do Mercosul, como também nossas experiências pessoais. Como em todos os grupos em que conduzo as aulas, temos uma lista de discussão, e foi através dela que Alejandro nos contou ter guiado pela primeira vez em português[1], e na aula seguinte nos demonstrou orgulho e alegria por seu feito. A partir de seu email repondi enviando links para alguns sites[2] com informações sobre Buenos Aires em português. E foi a partir dessa discussão que ocorreu a ideia de fazermos um city tour em Buenos Aires em português. Desse modo estaríamos praticando a língua-alvo e todos, principalmente o professor, estaríamos usando a língua em uma situação socialmente significativa, em coerência com a proposta da Abordagem Comunicativa Intercultural e do Ensino Baseado em Conteúdos.

Foi assim que nos vemos, em pleno domingo, às dez horas da manhã, na frente da pirâmide de Mayo. O trajeto ficará por conta dos principais agentes desse processo: Alejandro, Cristian, Josefina, Luciana, Ariel. De minha parte, creio ser suficiente narrar um pouco a experiência da perspectiva de quem aprende ensinando e ensina aprendendo. Ao mesmo tempo que eu revia uma cidade que conheço um pouco, complementando com conhecimentos do guia Alejandro, que é arquiteto de formação e especialista em Roteiros Culturais, e com os conhecimentos do nativo, íamos, a partir das questões que surgiam (na exposição dos guias e nas perguntas e complementações dos guiados) ia, na medida do possível, corrigindo, ajustando, trazendo novas expressões em português que pudessem traduzir a experiência riquíssima que estávamos vivendo.

Sobre a tradução e a correção possível, vai mais uma lição aprendida dos estudantes. É o próprio Alejandro que nos traz uma anedota sobre a impossibilidade de traduzir certos termos. Nos conta que, no Tigre, é comum ouvir guias fazendo tradução simultânea “para o pessoal do Brasil”, explicando o inexplicável ou o que dispensa explicação. “Río de La Plata” para o pessoal do Brasil, “da Prata”. E essa foi uma das anedotas que promoveu, à medida que as horas avançavam, o aprofundamento de uma cumplicidade num grupo muito especial. Um grupo que sabe o que quer e que se propõe a aprender da melhor forma: partilhando experiências.


Alejandro, O Guia

Como professor, posso dizer da importância de irmos para a sala de aula desarmados no sentido de não sermos extremamente rígidos com os conteúdos. Há que se abrir a cabeça e os sentidos para os que os estudantes nos têm a oferecer. Além disso, as ferramentas da web 2.0 (em nosso caso a lista de discussão e os blogs) proporcionam alternativas para a livre expressão dos sujeitos, considerando que o espaço da sala de aula tem suas limitações e tradicionalmente é um lugar de expressão restrita de nossas opiniões. E finalmente como um brasileiro em Buenos Aires, me sinto privilegiado por ter participado deste encontro, que terá um segundo momento no próximo domingo. Nunca trabalhei com tanto prazer num final de semana, porque de fato fui trabalhar por prazer: prazer de partilhar, prazer de aprender muito, prazer de ensinar um pouco que sei.


A turma e Peron

[1] “Quero compartilhar uma coisa que me aconteceu hoje:


Ligaram para mim, de uma agência, para fazer um city tour en espanhol. Vocês sabem que eu trabalho em inglês ou italiano, mas nunca em espanhol.

Me deram os nomes dos turistas, e para mim vinham da Espanha. Os sobrenomes nao me diziam a origem....mas eram todos brasileiros. Eles pagaram um city tour em espanhol....porque é mais econômico.....mas eu decidi  fazê- lo em português.
Hoje foi a primeira vez!!!! Foram 4 horas. Eles aceitaram minha proposta de me ajudar com o vocabulário. Aprendí muitas palavras da linguagem técnica dos guias...e todos ficamos contentes...muito contentes!!!!” (Alejandro Kazanietz, 21/04/2010, correio eletrônico em lista fechada para os estudantes desta turma)
Foi uma injeçao de portugês, que me deu até vontade de escrever!!!!!

[2] http://www.bue.gov.ar/audioguia/# http://estatico.buenosaires.gov.ar/areas/turismo/imagenes_guias/guia_bsas_portugues.pdf http://www.buenosaires-sem-segredos.com/



um abraço,

quinta-feira, 1 de julho de 2010

FESTA DE SAO JOAO el DOMINGO 4/07/10, a las 15 hs

FESTA DE SAO JOAO  el DOMINGO 4/07/10, a las 15 hs


En el salón del Centro Armenio, en Armenia 1353 (entre Niceto Vega y Cabrera), Palermo Soho.

Las entradas cuestan $ 25 (venta anticipada) o $ 30 en el mismo día.

Grupos: Pulo do Gato y Banda de Forró.

Brasilleiros e Argentinos na Guerrin

No dia 24/07, noite de São João, os alunos de 3o Nível de Espanhol, do professor Mario Gallicchio, e os alunos de Proficiência, da professora Cibele Barbosa, participaram de uma atividade muito legal, de integração dos grupos, na qual os participantes tiveram a oportunidade de praticar as duas línguas, o espanhol e o português e, principalmente, puderam se conhecer, trocar informações, em um ambiente interativo e fora da sala de aula: a tradicional pizzaria Guerrin. A professora Cibele contou, muito emocionada, que uma aluna deu um depoimento sobre a atividade, dizendo que foi uma daquelas coisas que talvez nunca vão se repetir, de tão boa que foi a atividade. Mario também estava tão empolgado que na mesma noite enviou as fotos que seguem abaixo. Mas esperamos que atividades como esta se repitam, sim. Eu mesmo já propus a Mario fazer algo parecido com a minha turma de Conversação. Vamos ver se rola.

Vejam vocês mesmos a alegria estampada nos rostos dos presentes:

Da turma de Espanhol:  Nívea Damascena, Marc Marinho de Alcântara, Fátima Siqueira de Lima, Paula de Souza Schmitz, Denise Sayuri Sakaragui, Juliana Moreno Forte (que convidou seu marido argentino, Pablo, e seu filho).

Da turma de Português (Proficiência): Laura Pereyra, Viviana Gonzalez, Debora Dulevich, Fede Mariani, Antonella Calandra, Soledad D`Erasmo, Natalia Masetti,Carina Sansaloni, Santiago Palacini.


Mario Gallicchio à esquerda e as turmas



à esquerda, a professora Cibele e alguns alunos



BRASIL!!!










Brasil, Argentina, Casa do Brasil.




Brasil+ Argentina = Casa do Brasil